Fichamento do livro "o que é história" da escritora vavy pacheco borges capítulo história da história.

1586 palavras 7 páginas
| UNIVERSIDADE CASTELO BRANCOCURSO DE HISTÓRIAPROFESSORA: CLAUDIAALUNA: NAIR SANTOS GUERRA | PAG.:08 | “Em outras palavras, os trabalhadores, em sua maioria, sofriam coação física no sentido de obrigá-los ao trabalho.”Podemos dizer que assim nasceu o capitalismo, já que o objetivo de trabalho na época era de forma compulsória, para auxiliar na produção de seus cultivos e seus desejos da Aristocracia, onde o escravo tem que trabalhar para sustentar a vida de mordomias de seu patrão. E para dominar esses escravos que antes eram livres, para realizar a dura missão dos seus trabalho era castigados de um jeito severo, subjugando a suas vontades, como deixa-los sem comida, acorrentando-os para impedir fulgas. | PAG.:08 | “Outras formas de …exibir mais conteúdo…
Outra dificuldade é classificar os termos de rituais funerário e repeito pelo arautos. | PAG.:19 | “De fato, nas póleis o exército não se constituía em um corpo especializado, apartado da vida pública. A preparação militar fazia parte da formação do cidadão: os atenienses só estavam em plena posse dos seus direitos cívicos depois da efebia que durava dois anos.”Para todas as póleis havia uma necessidade de defender suas terras para seu próprio sustento. Sobre tudo aqui visto, tinha uma formação dura, para que todos fossem capazes de lutar por ela, e assim eles também adquiriram sua cidadania. | PAG.:22 | “A Guerra de Tróia era um dos episódios centrais da mitologia grega, cuja veracidade não era posta em dúvida por ninguém, sendo aceita até mesmo por Heródoto e Tucídides. Afinal, os gregos estavam acostumados a explicar o passado em função de mitos e os poemas homéricos eram provas suficientes e incontestáveis na época.”Em sítios arqueológicos, na tentativa de encontrar indícios que a cidade de troia existiu, mas não ela não existiu. Pode ter tido uma história sobre uma guerra dessas proporções. | PAG.:24 | “A guerra era um meio de obter riquezas, principalmente metais e escravos, produtos necessário á auto-suficiência almejada pelas casas aristocráticas.”Era necessário obter escravos naquela, pois as terras dos aristocráticas era grande, e não davam conta de torna-las produtivas. E aonde passava fazia a “limpa”. Os prisioneiros

Relacionados