Grupos políticos e religiosos no tempo de Jesus

967 palavras 4 páginas
GRUPOS POLÍTICOS E RELIGIOSOS NO TEMPO DE JESUS

O Novo Testamento observa a presença de partidos religiosos que eram desconhecidos no Velho Testamento. A fonte principal de informação é encontrada nas obras de Flávio Josefo. Em dois de seus livros, As Guerras dos Judeus (II, viii, 1-4) e As Antigüidades dos Judeus (XIII, v. 9), ele escreve acerca de quatro desses partidos: fariseus, saduceus, zelotes e essênios. Os herodianos devem ser acrescentados entre esses grupos também.

Essênios — Estes representavam o desenvolvimento na extrema direita entre os fariseus. Eram uma ordem distinta, na sociedade judaica, mais que uma seita dentro dela. Sendo o elemento mais conservador dos fariseus, eles enfatizavam a observação minuciosa da lei.
…exibir mais conteúdo…
Pouco se interessavam no poder político, mas se tornaram os mentores políticos de Israel. Eles tinham maior controle sobre o povo do que os saduceus, que eram mais abastados e politicamente poderosos. Controlavam a sinagoga, e só eles sobreviveram à Guerra Judaico-Romana de 66-70.

Devido à sua profunda reverência para com os ideais nacionais e religiosos judaicos, e devoção aos mesmos, os fariseus se opuseram à introdução das idéias gregas, e não deixou de ser natural que se tornassem o partido reacionário. Para eles, as coisas velhas eram as únicas coisas boas. Num desejo sincero de tornar a lei praticável dentro do mundo greco-romano em mudança, os fariseus aderiram ao sistema da tradição dos pais. Começando com as Escrituras, eram feitas interpretações para se ajustar uma situação existente ou combater um erro em teologia. Nas tentativas de responder a problemas levantados por religiões intrusas, muitas idéias dormentes no Velho Testamento foram desenvolvidas e aumentadas. Entre essas doutrinas desenvolvidas durante esses 400 anos estão a ressurreição dos mortos, os demônios, os anjos e a esperança messiânica.

Para o fariseu, a tradição oral suplantou a lei. Este era o principal ponto em que divergiam dos saduceus, que não viam nenhuma necessidade de alterar-se a lei. Os fariseus diziam que as finas distinções das tradições orais eram para facilitar o cumprimento da lei sob novas condições e tornar virtualmente impossível pecar-se. Eles também

Relacionados

  • mitos e verdades sobre o corpo masculino e feminino
    4617 palavras | 19 páginas
  • A história do cristianismo
    17092 palavras | 69 páginas
  • O combate dos soldados de cristo na terra dos papagaios- luiz felipe baêta neves
    5531 palavras | 23 páginas
  • Cultura rligiosa
    2140 palavras | 9 páginas
  • Fundamentalismo e fanatismo: uma confusão fundamental
    1477 palavras | 6 páginas
  • A formação do pensamento político na europa ocidental nos primeiros séculos da era cristã
    7005 palavras | 29 páginas
  • A revolta protestante e a reação católica
    3657 palavras | 15 páginas
  • Religião -trabalho completo
    4138 palavras | 17 páginas
  • Resumo : stalinismo, nazismo, fundamentalismo...
    635 palavras | 3 páginas
  • Os grupos político-religiosos(são: fariseus, saduceus, essênios e zelotes.)
    1571 palavras | 7 páginas