MODELO DE ESTUDO DE CASO DO IDOSO POLITRAUMATIZADO

4654 palavras 19 páginas
INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA
CURSO DE ENFERMAGEM

MODELO DE ESTUDO DE CASO

PACIENTE IDOSO POLITRAUMATIZADO VÍTIMA DE ACIDENTE DE TRANSITO

SOBRAL - CE
2012

SUMÁRIO

SUMÁRIO 2
1 INTRODUÇÃO 3
2 Objetivos 7
2.1 Objetivo Geral 7
3 METODOLOGIA 8
3.1 Tipo de Estudo 8
3.2 Sujeito 8
3.3 Coleta de Dados 8
3.4 Instrumento 8
3.5 Aspectos Éticos 9
4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 10
5 OPERACIONALIZAÇÃO DO PROCESSO DE ENFERMAGEM – IMPLEMENTAÇÃO 12
5.1. História Clínica do Paciente 12
5.2 Plano de cuidados 16
5.3 Avaliação 16
6 CONSIDERAÇÕES FINAIS 17
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 18
ANEXOS 22

1 INTRODUÇÃO
Ao longo dos anos a atuação do enfermeiro esteve associada ao modelo de
…exibir mais conteúdo…
A enfermagem, definida como prática social historicamente construída para “o cuidar”, para o gerenciar e para o educar, é também envolta por “uma malha de afazeres que dão origem a inúmeros papéis” (SAAR, 2005); estes, no entanto, muitas vezes são confundidos pela enfermagem, como também pelos profissionais da saúde. Ao se trabalhar a especificidade do trabalho do enfermeiro, há uma indefinição sobre o que seja específico do enfermeiro, fato que interfere conflitivamente na identidade desse profissional e na sua atuação (SAAR, 2005).
Nessa direção, a função peculiar da enfermagem é “prestar assistência ao indivíduo sadio ou doente, família ou comunidade, no desempenho de atividades para promover, manter ou recuperar a saúde” (ALMEIDA, 1997). Além da ação de cuidar, a outra atividade é a de administrar, no entanto, esta última não é realizada por todas as categorias da enfermagem, e sim, pelo enfermeiro, cujo papel é organizar, controlar e favorecer as práticas de cuidar. Mesmo assim, não raramente, a atuação do enfermeiro é confundida com a dos demais profissionais de enfermagem (ALMEIDA, 1997).
O enfermeiro atua interagindo com os demais trabalhadores inseridos no sistema de cuidados em saúde nas suas relações/interações/associações para o processo de cuidar da vida e da morte. Os posicionamentos do enfermeiro no hospital são provenientes de uma mescla de fatores

Relacionados

  • ASSISTÊNCIA DO ENFERMEIRO NO ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR À VÍTIMA DE TRAUMA TORÁCICO: Enfoque bibliográfico
    16577 palavras | 67 páginas
  • Historia
    8848 palavras | 36 páginas