O histórico do método científico

1195 palavras 5 páginas
O histórico do método científico

A ciência é o resultado de descobertas ocasionais e metódicas. Toda pesquisa é deixada como legado, para as futuras gerações, que a aprimoram, desenvolvendo-a. Há ainda as pesquisas definitivas, que são comprovadas e as mutáveis, que são as teorias e hipoteses, que com o passar do tempo, tornam-se ultrapassadas e anacrônicas. A ciência tal como é hoje, desenvolveu-se graças às suas leis de ordem, ela foi aperfeiçoando seus métodos, desenvolvendo novas pesquisas e melhorando as já existentes nos mais variados campos.

1.1- O conhecimento e seus níveis

A ciência é composta de intermediários que auxiliam o homem em suas pesquisas, tais como as leis naturais, teorias, conceitos e conhecimentos específicos, são os chamados instrumentos da ciência. O conhecimento se dá com a relação sujeito e objeto, onde este se apropria daquele. Pelo conhecimento, o homem toma posse do saber ao estudar o objeto e o define com maior complexibilidade, significado, função, estrutura, origem, composição, dentre outras. Quando objeto é mais complexo, este aborda vários campos e áreas. O homem é um dos mais complexos, seus aspectos interior e exterior são muito amplos. Há quatro tipos de conhecimento: o empírico, o científico, o filosófico e o teológico.

1.1.1- O conhecimento empírico

O conhecimento empírico ou senso comum é quando a pessoa o adquire em sua relação com o meio social pela interação mútua. Sua utilização em métodos e

Relacionados

  • Resumo sobre o historico do metodo cientifico
    7649 palavras | 31 páginas
  • Método científico da enfermagem
    2493 palavras | 10 páginas
  • Origens da Sociologia
    1290 palavras | 6 páginas
  • Metodologia dos anos iniciais
    1635 palavras | 7 páginas
  • Método histórico
    997 palavras | 4 páginas
  • o caso da geografia
    1726 palavras | 7 páginas
  • O desenvolvimento do método cientifico, ciência grega e ciências humanas e seus aspectos gerais.
    2733 palavras | 11 páginas
  • Manual de metodologia da pesquisa no direito - resenha (p. 03 - 101)
    5249 palavras | 21 páginas