Radiofármacos

4656 palavras 19 páginas
DEFINIÇÃO
O radiofármaco é uma substância que, por sua forma farmacêutica, quantidade e qualidade de radiação, pode ser utilizada em quantidades traços (traçadores radioativos) no diagnóstico e tratamento de seres vivos, qualquer que seja a via de administração utilizada.
De forma mais simples, podemos dizer que radiofármacos são moléculas ligadas a elementos radioativos (radioisótopos ou radionuclídeos), constituindo dessa forma fármacos radioativos que são utilizados em uma especialidade médica denominada Medicina Nuclear.

CLASSIFICAÇÃO
Os radiofármacos utilizados para diagnóstico estão classificados em radiofármacos de perfusão (ou 1ª geração) e radiofármacos específicos (ou 2ª geração). A maior parte dos radiofármacos em uso clínico corresponde a radiofármacos de perfusão, mas atualmente são os radiofármacos específicos que detêm a atenção da investigação na área da química radiofarmacêutica.
Os radiofármacos de perfusão são transportados no sangue e atingem o órgão alvo na proporção do fluxo sanguíneo. Não têm locais específicos de ligação e pensa-se que são distribuídos de acordo com tamanho e carga do composto. Os radiofármacos específicos são direcionados por moléculas biologicamente ativas, como, por exemplo, anticorpos e peptídeos, que se ligam a receptores celulares ou são transportados para o interior de determinadas células. A capacidade de a biomolécula reconhecer os receptores vai determinar a

Relacionados

  • Medicina nuclear
    897 palavras | 4 páginas
  • A função do farmacêutico no serviço de medicina nuclear
    3119 palavras | 13 páginas
  • PET-CT
    1660 palavras | 7 páginas
  • Medicina nuclear
    1429 palavras | 6 páginas
  • Biofisica aplicada a radiologia
    7901 palavras | 32 páginas
  • Trabalho De Cintilografia
    2714 palavras | 11 páginas
  • Exame de cintilografia de perfusão do miocárdio
    3560 palavras | 15 páginas
  • Norma 3.05 cnen
    3757 palavras | 16 páginas
  • MEDICINA NUCLEAR
    4141 palavras | 17 páginas