Comparação da flexibilidade entre crianças de 12 á 14 anos praticantes e não praticantes de natação

4215 palavras 17 páginas
FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL- FACIMED
BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA
THAYANE ALENCAR BARRETO DOS ANJOS

COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE EM ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE NATAÇÃO

Cacoal
2013
THAYANE ALENCAR BARRETO DOS ANJOS

COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE EM ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE NATAÇÃO

Cacoal
2013

1. INTRODUÇÃO

Com a modernização e a tecnologia dos últimos anos, vemos que a qualidade de vida vem sendo deixada de lado, tanto relacionada com atividade física quanto com a alimentação e isso reflete diretamente na sociedade atual como, sedentarismo, má alimentação, insônia, estresse e obesidade (ARAUJO & BATISTA, 2008). Segundo Farinatt (2000), devido a má adaptação do organismo, há fatores que se relacionam diretamente com a qualidade de vida, como por exemplo, a flexibilidade, que tem uma enorme importância principalmente no esporte. Porém Fox, Bowers, Foss (1991), acrescenta que a flexibilidade, embora negligenciada com frequência, é um importante componente da aptidão física relacionada à saúde. Gonzales (2010) apud (CRISPIM e SILVA, 2012) fala que, a variedade de experiências oportunizada a criança, pode-se determinar o nível de aprimoramento das habilidades motoras, e se estimulada no inicio da infância, a criança poderá alcançar novos comportamentos motores, cognitivos e

Relacionados

  • Os benefícios da fisioterapia associado com a equoterapia em crianças portadoras da síndrome de down
    6813 palavras | 28 páginas
  • Treinamento em hidroginástica
    9039 palavras | 37 páginas
  • O ensino do judô no contexto curricular dos cursos de educação física
    6834 palavras | 28 páginas
  • Fisioterapia ortopédica
    8016 palavras | 33 páginas
  • criação de uma creche
    17212 palavras | 69 páginas