Diferenca entre o empirismo e o racionalismo

267 palavras 2 páginas
O racionalismo é a corrente filosófica que iniciou com a definição do raciocínio que é a operação mental, discursiva e lógica. Este usa uma ou mais proposições para extrair conclusões se uma ou outra proposição é verdadeira, falsa ou provável. Essa era a idéia central comum ao conjunto de doutrinas conhecidas tradicionalmente como racionalismo.

Racionalismo é a corrente central no pensamento liberal que se ocupa em procurar, estabelecer e propor caminhos para alcançar determinados fins [1]. Tais fins são postulados em nome do interesse coletivo (commonwealth), base do próprio liberalismo e que se torna assim, a base também do racionalismo. O racionalismo, por sua vez, fica à base do planejamento da organização econômica e espacial da reprodução social.

Na filosofia, Empirismo é um movimento que acredita nas experiências como únicas (ou principais) formadoras das ideias, discordando, portanto, da noção de ideias natas.

O empirismo é descrito-caracterizado pelo conhecimento científico, a sabedoria é adquirida por percepções; pela origem das idéias por onde se percebe as coisas, independente de seus objetivos e significados; pela relação de causa-efeito por onde fixamos na mente o que é percebido atribuindo à percepção causas e efeitos; pela autonomia do sujeito que afirma a variação da consciência de acordo com cada momento; pela concepção da razão que não vê diferença entre o espírito e extensão, como propõe o Racionalismo e ainda pela matemática como linguagem

Relacionados

  • Empirismo
    3205 palavras | 13 páginas
  • O nascimento da lógica
    1342 palavras | 6 páginas
  • Arquitetura Escandinava
    1403 palavras | 6 páginas
  • Etapas da filosofia
    2825 palavras | 12 páginas
  • Racionalismo
    2344 palavras | 10 páginas
  • Resumo sobre teoria egológica
    1900 palavras | 8 páginas
  • Metafisica da modernidade
    4346 palavras | 18 páginas
  • Gaston bachelard
    1799 palavras | 8 páginas
  • Questões referentes ao capitulo 13 e 14
    530 palavras | 3 páginas
  • Epistemologia jurídica e Filosofia do Direito
    11697 palavras | 47 páginas