Fordismo, Toyotismo e Neoliberalismo

1716 palavras 7 páginas
Fordismo: a organização como máquina

A Organização como Máquina A mecanização do trabalho trouxe uma grande transformação aos métodos de produção, não só em termos quantitativos e qualitativos, mas também uma mudança estrutural, que consistiu na superação do conceito de organização como associações humanas objetivando a realização predeterminada de algo, para que estas se transformassem em fins em si mesmos. Por exemplo: o objetivo da Empresa X, montadora de automóveis, deixa de ser montar automóveis, para ser a busca do lucro máximo que essa atividade pode lhe trazer. O homem passa então a ser usado como acessório da máquina, devendo assim, obedecer ao ritmo daquela, com horários rígidos, mecanização da atividade e
…exibir mais conteúdo…
Toyotismo: a organização como organismo

O Toyotismo Sua principal característica é a flexibilização. Ao analisar o sistema fordista e criar seu próprio, os japoneses tiveram de superar vários obstáculos para poderem competir em larga escala, como por exemplo: seu mercado doméstico, sua mão de obra que não se adaptaria ao esquema taylorista, a busca por tecnologia e a dificuldade de exportar. Eles desenvolveram assim uma série de inovações técnicas, que acabaram por facilitar a modificação de características de seus produtos e consequentemente, facilitavam o reparo de defeitos. Em consequência de uma demissão me massa após a Segunda Guerra, desenvolveu-se em suas fábricas uma particularidade também na relação capital – trabalho, acabando por tornar-se característica do sistema japonês: emprego vitalício, promoções por critérios de antiguidade e participação nos lucros. A partir desta mão-de-obra diferenciada foram realizadas diversas tarefas. A primeira foi reunir vários trabalhadores em torno de um só líder, dando-lhes responsabilidades sobre diversas tarefas; então passam a ser mercados diversos encontros para discussão de melhorias no processo de produção. Os operários são habilitados para agir em caso de detecção de problemas na linha de montagem, fazendo com que a

Relacionados

  • Transformações no mundo do trabalho
    1427 palavras | 6 páginas
  • Taylorismo, Fordismo, Toyotismo e Reestruturação Produtiva
    2341 palavras | 10 páginas
  • Resenha sobre o livro "a grande transformação" polanyi
    1328 palavras | 6 páginas
  • A cidadania negada (texto de ricardo antunes)
    4977 palavras | 20 páginas
  • Fichamento ricardo antunes adeus ao trabalho???
    3285 palavras | 14 páginas
  • SINDICALISMO NO BRASIL E O MUNDO DO TRABALHO
    3497 palavras | 15 páginas
  • A saúde e os processos de trabalho no capitalismo
    6482 palavras | 26 páginas
  • AV. 1 e 2 Seminario II Gestão pública Unopar
    1558 palavras | 7 páginas
  • O perfil de usuários atendidos pelo serviço social do centro de referência em saúde do trabalhador de dourados e região
    18924 palavras | 76 páginas
  • apostila cultura e sociedade
    9489 palavras | 38 páginas