Wittgenstein ii – o problema da linguagem

2162 palavras 9 páginas
Wittgenstein II – O Problema da Linguagem

Resumo

Ludwig Joseph Johann Wittgenstein nascido no dia 26 de Abril na cidade de Vienna no ano de 1889 é um filósofo austriaco, porém naturalizado mais tarde brtânico. Foi um dos principais atores para a virada linguística da filosofia. Suas duas obras de maior sucesso e repercussão são palco para a amostra de uma pequena parcela do trabalho deste grande contribuidor da linguagem. O embate que é proposto por este artigo trata dos chamados “jogos de linguagem”, assim definido por Ludwig Wittgenstein. A sua segunda obra de maior sucesso chamada “Investigações Filosóficas” é base para este artigo, pois nele é retratado um lado de contrariedade com sua primeira obra, o lado analítico de
…exibir mais conteúdo…

Explicações devem ter um fim em algum lugar. Mas qual é o significado da palavra “cinco”? Sobre uma tal coisa não se falou aqui, apenas como a palavra “cinco” é usada.
Essa citação não pode definir o conceito de jogos de linguagem e sim nos trazer uma idéia, porque todos os jogos de linguagem tem suas próprias regras e não é possível compará-las. Então podemos dizer que não existe uma definição exata sobre o assunto? – Sim, porém existem semelhanças entre os jogos, pois eles se envolvem e entrelaçam como diria Wittgenstein. “Não posso caracterizar melhor essas semelhanças do que com a expressão Semelhanças de Família” (Wittgenstein 1999, p.52). Os jogos não se limitam apenas por regras, eles podem ser modificados conforme as nossas necessidades práticas para uma permissão mais abrangente da compreensão, durante o jogo de linguagem cada um tem sua forma de usa-lá em função de determinada situação, essa regra e conceito adquiridos precisam ser alterados para atender a outros casos já que nossa linguagem serve somente para atender nossos propósitos e os mais comuns. As regras de linguagem são “livres” tolerando modificações, somas ou diminuição conforme venha a se alterar.
Wittgenstein mostra duas respostas para essa visão problemática dos jogos linguagem, a primeira é uma solução lógica e a segunda é uma resposta lógica. Ainda com confusões para conceituar a linguagem nega-se a manisfestar teorias, para ele elas passariam a ser “frutos de desconhecimentos do

Relacionados

  • Afasias
    8293 palavras | 34 páginas
  • Cronologia da filosofia
    2708 palavras | 11 páginas
  • CORRENTES FILOSÓFICAS DA EDUCACAO
    3692 palavras | 15 páginas
  • Sofismas matemáticos: a exatidão posta em dúvida
    9171 palavras | 37 páginas
  • Prova de filosofia geral 34
    1783 palavras | 8 páginas
  • Jogos eletrônicos: uma proposta metodológica ao ensino de geografia
    10402 palavras | 42 páginas
  • Administração comunicação e linguagem
    6331 palavras | 26 páginas
  • O conceito de direito - herbert l. a. hart
    13210 palavras | 53 páginas
  • Homem e sociedade
    8209 palavras | 33 páginas
  • Noções de Gnosiologia
    8629 palavras | 35 páginas