Fugas e revoltas escravas

1701 palavras 7 páginas
Fuga, Revoltas e Rebeliões

Universidade Federal do Rio de Janeiro Aluna: Jéssica Rosa Martins CRE 111202527 Curso: Senhores, Escravos e Impérios nas Américas Professor: Thiago Krause

Introdução

Durante muitos anos a questão fuga e revolta escravista foi pensada de maneira bem simples e pouco abrangente pelos historiadores. Contudo as motivações das fugas devem ser analisadas mais profundamente para que se possa ter uma real idéia das verdadeiras motivações dos escravos.

Outro tema que deve ser muito bem analisado é a relação dos escravos com os senhores, com os índios e com o próprio Estado que legitima e sustenta esse sistema, criando normas que protegem essa relação servil.

Não podem ser deixadas de lado às ações tomadas pelos senhores para a prevenção de fugas, para a captura dos escravos fugidos e a destruição dos quilombos, o revela a importância desse sistema para os senhores e para a economia Brasileira, que era completamente dependente dessa mão-de-obra.

Relação escravos, senhores e Governo

A relação senhor, escravo, era complexa, principalmente se comparada a relação entre senhor e escravo nos campos e senhor e escravo nas cidades. O governo, muitas vezes, influenciava essas relações, como nas

Relacionados

  • Resumo Baseado No Livro Escrava Isaura
    2434 palavras | 10 páginas
  • Curto-circuito e fuga de corrente
    1060 palavras | 5 páginas
  • Revolta da vacina e do padre cícero
    971 palavras | 4 páginas
  • Escrava Isaura
    3947 palavras | 16 páginas
  • A máquina e a revolta - resenha crítica
    2668 palavras | 11 páginas
  • Roteiro Teatro: A Escrava Isaura
    914 palavras | 4 páginas
  • RESENHA CRÍTICA: Manual de Sobrevivência Familiar - Capítulo "Primeiras fugas e primeiras mortes"
    521 palavras | 3 páginas
  • Táticas de Luta e Fuga
    1666 palavras | 7 páginas
  • Perspectiva com 1 e 2 pontos de fuga sombras
    916 palavras | 4 páginas